Pular a navegação e ir direto para o conteúdo




Blog > Sala de Imprensa > Releases > Urbana-PE realiza pesquisa sobre qualidade do transporte público na Região Metropolitana do Recife

Urbana-PE realiza pesquisa sobre qualidade do transporte público na Região Metropolitana do Recife

A Urbana-PE (Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco) encomendou ao Instituto Harrop uma pesquisa com usuários do transporte público na Região Metropolitana do Recife para verificar o nível de satisfação sobre a qualidade do serviço oferecido. O levantamento entrevistou 2.400 pessoas acima de 14 anos e avaliou vários aspectos do serviço, operação e desempenho das empresas.

Além de avaliar a percepção do sistema pelo usuário, a pesquisa tem a proposta de servir de base para a construção de estratégias e ações para melhoria do serviço.

O universo da pesquisa é composto por homens e mulheres, com mais 14 anos, usuários do sistema. As entrevistas ocorreram no último mês de maio em terminais de ônibus e corredores nas cidades de Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Paulista e Igarassu. Para a amostra utilizada de 2.400 entrevistas, o intervalo de confiança é de 2% para mais ou menos, com nível de confiança de 95%.

Perfil da amosta

Dos 2.400 entrevistados, 50,9% (1.222) são do sexo masculino e 49,1% (1.178) do feminino. A grande maioria com idades entre 14 e 49 anos (sendo 41,1% na faixa de 14-29 anos e 41,7%, entre 30-49). Os outros 17,2% dos entrevistados possuem 50 anos ou mais. Do total, 86% são usuários do sistema há mais de 1 ano e 60% utilizam o serviço diariamente.

Percepção dos serviços

Em relação à ocupação, 41% acham que os ônibus estão sempre lotados, 36% consideram a ocupação média e 23% que estão folgados. Para 28% o tempo de espera pelos coletivos é ótimo/bom, para 27% regular e para 45% ruim/péssimo.

Metade dos entrevistados afirmou que tem horário certo para tomar a condução e a outra metade varia os horários. Entre os que têm horário certo, a percepção é que 42% dos ônibus passam no mesmo horário, 46% às vezes passam e 12% avaliam que os veículos nunca passam na mesma hora diariamente.

Avaliação dos profissionais

A atenção e a cortesia dos motoristas foram bem avaliadas pela maioria dos entrevistados, 71% consideraram como bom/ótimo o atendimento, enquanto 23% consideraram regular e apenas 6% ruim/péssimo. Em relação à aparência de motoristas e cobradores, 83% dos entrevistados avaliaram como ótimo/bom.

No quesito tratamento, a maioria (60%) avaliou como ótimo ou bom o tratamento dispensado aos idosos e pessoas com deficiência, 24% como regular e 13% ruim/péssimo. Separando–se da amostra as pessoas com mais de 50 anos, essa percepção de tratamento salta para 65% na avaliação do ótimo/bom, 21% regular e 11% ruim/péssimo.

Aspectos da condução

A prática de freadas bruscas ou arrancadas violentas também foi avaliada pela pesquisa. Do total de entrevistados, 52% dizem que os incidentes acontecem nunca ou raramente, 36% afirmam que acontecem de vez em quando e 12% que percebem sempre. A maioria ainda afirma que a frequencia de excesso de velocidade acontece nunca ou raramente (69%), de vez em quando (25%) ou sempre para 6%.

Em relação à queima de paradas, 58% avaliou como nunca ou raramente freqüente, 27% como prática que acontece de vez em quando e 15%, sempre. A maior queixa de queima de paradas foi percebida entre as pessoas com idade de 50 aos ou mais.

Frota

A pesquisa também avaliou a aparência externa dos veículos. Neste quesito, 70% deram notas ótima/boa, 23% regular e 6% ruim/péssima. Com relação à limpeza, a percepção também foi positiva, com 63% considerando ótimo/bom, 26% regular e 11% ruim/péssimo. Entre os que responderam à pesquisa, 87% afirmaram que nuca/raramente ocorre quadra de ônibus, 11% que acontece de vez em quando e 2% sempre. De uma forma geral, 65% dos entrevistados consideram o estado de conservação dos ônibus ótimo/bom, 26% regular e 9% ruim/péssimo.

Avaliação das empresas

As empresas também foram avaliadas pela pesquisa. O resultado foi: 56% consideram ótimo/bom o desempenho da empresa que frequentemente utiliza os serviços, 35% regular e 9% ruim ou péssimo.

Quando a avaliação é sobre o serviço de transporte público prestado na RMR, o percentual de ótimo/bom vai para 35%, o de regular passa para 46% e o de ruim/péssimo chega a 19%.



4 comentários

  1. ‘É INTERESSANTE A PROPOSTA,E PELA MESMA ME INTERESSO.

  2. marcos antônio de lima silva disse:

    Bem legal. Só acho que poderiamos ter um canal de informações onde podessemos obter numeros e dados sobre a satisfação dos usuários, indeces de reclamações etc.

  3. Joyce alves disse:

    Bom o site legal para avalia mais os meio de transporte

  4. Filipe M. disse:

    Interessante como essa pesquisa falou sobre “tudo” até sobre a aparência de motoristas e cobradores. Mas por que será que não questionaram aos usuários o fator valor da PASSAGEM? Não pego ônibus para olhar para a cara de cobrador e motorista e sim porque preciso! Percebi que de uma forma geral a avaliação foi bem positiva mas não é isso que parece no dia a dia quando falamos com as pessoas nas ruas. Parece que essa pesquisa foi feita para favorecer as próprias empresas. Desculpe mas não dá para confiar nessa pesquisa. Não consigo confiar!

Deixe um comentário