Pular a navegação e ir direto para o conteúdo




Blog > Blog do Instituto > Seu Aguinaldo, cuidador do BRT

Seu Aguinaldo, cuidador do BRT

Aguinaldo Francisco da Costa, policial militar aposentado, 56 anos, é um “cuidador” do BRT há quase três anos. A ideia surgiu quando voltava para casa, no Alto da Nação, bairro do município de Olinda, na Região Metropolitana do Recife, um dos cinco cortados pelo Corredor de BRT Norte-Sul, batizado de Via Livre. Retornou à estação decidido: iria transformar aquele espaço para a população. Viraria o cuidador do BRT. Com uma estrovenga nas mãos, começou a capinar a vegetação e não parou mais.

Hoje, seu Aguinaldo contempla a transformação. Conseguiu, de fato, mudar a imagem da Estação Quartel do BRT Norte-Sul. Os passageiros ganharam um jardim florido, um reduto de cidadania no meio da ausência de urbanização. Quem passa no corredor, seja como passageiro, motorista ou pedestre, percebe a diferença. São flores, mudas de árvores, vegetação cortada, lixeiras e até mensagens de incentivo à vida e à cidadania, produzidas por outro morador do bairro.

Seu Aguinaldo conta que, mesmo enquanto trabalhava pesado, duas vezes ao dia, sob sol, as pessoas continuavam a jogar lixo na área da estação. Lembrando que a área compreende 500 metros de extensão e cem de comprimento. “As pessoas estavam acostumadas a desprezar aquele espaço. É como se cuidassem apenas do que é bonito. Mas eu fui, devagarzinho, pedindo que não jogassem, que estava cuidando do lugar para que ficasse mais bonito, limpo e seguro”, conta.

O agradecimento de um motorista do BRT, ao vê-lo capinando, ficou marcado na lembrança de seu Aguinaldo. “Ele parou o BRT e me agradeceu por eu estar ali, tirando aquele mato com mais de dois metros de altura. Disse que estava vendo a hora acontecer um atropelamento dos estudantes que atravessavam o trecho diariamente porque a vegetação estava tão alta que não deixava o pedestre ver o ônibus nem o contrário. E eu disse que cuidaria daquilo a partir daquele dia”, recorda.

E cuidou. Lentamente, seu Aguinaldo foi limpando tudo, plantando uma flor aqui, uma muda ali, uma lixeira mais à frente, mais uma do outro lado. Agora, até três Baobás existem no jardim do cuidador. Uma praça também foi feita. Todos os dias, no início da manhã e no fim da tarde, ele está na área, capinando, recolhendo o lixo e regando as mudas na esperança de que virem frondosas árvores com sombra. Além da limpeza, lentamente seu Aguinaldo foi fazendo novas conquistas, como a iluminação próxima à estação, e o respeito dos passageiros e moradores da área.

Fonte: Blog De Olho no Trânsito (Editado)

(http://jc.ne10.uol.com.br/blogs/deolhonotransito/2017/04/22/conheca-o-cuidador-fiel-do-brt-norte-sul/)



Deixe um comentário