Pular a navegação e ir direto para o conteúdo




Blog > Sala de Imprensa > Clipping > Cuidado com nota manchada

Cuidado com nota manchada

Publicado no Diario de Pernambuco – Economia, 19/05/11

Dispositivo antifurto dos caixas eletrônicos pinta dinheiro de papel. Orientação é não receber cédulas

Redobre os cuidados ao receber uma cédula de real. Começam a circular no comércio, supermercados e ônibus, notas marcadas com tinta nas cores vermelha e roxa de dispositivos antifurto dos caixas eletrônicos. As cédulas são manchadas no momento da explosão do equipamento durante o assalto. Como as ações de bandidos têm ocorrido em todos os estados, as cédulas estão espalhadas em todo o país. O Banco Central (BC) orienta a população e os comerciantes não receberem as notas marcadas com tinta. Quem já pegou deverá entregá-las às agências bancárias para serem devolvidas ao BC.

O aumento dos casos de explosão de caixas eletrônicos tem causado apreensão aos comerciantes. Tanto pelo lado da segurança do cliente quanto pelo derrame das cédulas tingidas. A nota emitida ontem pelo Banco Central é taxativa: “Como disposto no artigo 10 da Lei 8.697/93, toda cédula que contiver marcas, rabiscos, símbolos, desenhos ou quaisquer caracteres a ela estranhos perderá o poder liberatório e o curso legal, valendo apenas para ser depositada ou trocada em estabelecimento bancário”.

A assessoria do BC acrescenta que caso alguma cédula marcada seja recebida inadvertidamente, ela deve ser encaminhada a qualquer banco. Ao devolver a nota, o cidadão receberá um recibo. A cédula será examinada e destruída pelo BC. Se a nota for legítima, a pessoa que devolveu será ressarcida, mas não há prazo previsto para o reembolso. Para não ter prejuízo é melhor evitar colocar uma nota tingida na carteira.

No Recife, os lojistas estão em alerta. A Câmara de Dirigentes Lojistas do Recife (CDL) já orientou os associados alertarem os caixas. “O furto de caixas eletrônicos tem acontecido em vários estados. Os caixas devem ter o cuidado redobrado para não receber as cédulas manchadas”, diz Eduardo Catão, presidente do CDL. Ele lembra que o problema maior é no interior porque as pessoas estão desinformadas.

Ricardo Galdino, presidente da Associação de Lojistas de Shopping de Pernambuco (Alshop/PE), vai repassar as recomendações do BC aos associados. A mesma providência vai ser adotada pela Associação Pernambucana de Supermercados (Apes). “Nossa maior preocupação é com a inclusão dos caixas nos supermercados. Se a loja estiver fechada, temos o prejuízo material e se estiver aberta coloca em risco a segurança do cliente”, diz Djalma Júnior, vice-presidente da Apes.

A partir de hoje, as 17 empresas de transporte urbano vão colocar cartazes na frota de 2.900 ônibus que cobre a Região Metropolitana do Recife (RMR) informando a orientação do BC. “Vamos informar os nossos operadores e o usuário sobre a proibição de receber as cédulas”, diz Fernando Bandeira, presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE).



Deixe um comentário