Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Blog > Sala de Imprensa > Releases > Cartões VEM contarão com máquinas de autoatendimento

Cartões VEM contarão com máquinas de autoatendimento

A Urbana-PE vai instalar 30 máquinas para a venda e recarga do VEM no posto de atendimento e credenciará mais de 600 pontos para a recarga dos cartões

Os usuários dos cartões VEM (Vale Eletrônico Metropolitano) Estudante, Trabalhador e Comum contarão, a partir de 2012, com sistema de autoatendimento que facilitará e tornará mais rápida a compra e recarga dos créditos. A Urbana-PE acaba de fechar uma parceria com a Rede Ponto Certo, empresa líder na carga e recarga do Bilhete Único em São Paulo, para a modernização do sistema e promover a descentralização do serviço de recarga.

“A ideia é possibilitar a recarrega dos cartões com dinheiro de forma moderna, ágil e segura, reduzindo-se assim o tempo de permanência na agência e as possíveis filas em períodos de pico”, explica o superintendente da Bilhetagem Eletrônica, Pedro Luiz Ferreira. Para isso, serão instaladas nos postos de atendimento do VEM, 30 máquinas de autoatendimento que funcionarão em horário estendido, trazendo mais conveniência para o usuário.

Além da solução de autoatendimento, mais de 600 pontos comerciais – lanchonetes, padarias, papelarias, entre outros – serão credenciados para a carga e recarga dos cartões VEM Comum e Estudante (a do VEM Trabalhador continua no posto e Internet). Com isto, a capilaridade aumentará sensivelmente o que facilitará ainda mais o uso dos créditos eletrônicos de transporte para a população da Região Metropolitana de Recife. A opção de recargas pela Internet também continuam.

Para o presidente da Rede Ponto Certo, Alexandre Martins, a operação no Recife representa um importante passo para a empresa que já atua no transporte público em São Paulo há mais de seis anos e começa agora a sua expansão para o território nacional. “Recife é um importante polo econômico do Nordeste e estamos muito satisfeitos em poder contribuir para a modernização do sistema de transporte da cidade”, completa Martins.